Adsense

Palavra do dia 28/07/2015 - Sem estresse!



Salmos Capítulo 62 Versículo 8. (KJ)
Extraído: Pão Diário / Michelle Coutinho

“Confia sempre em Deus, ó povo meu! Perante sua presença derrama todo o coração; Ele é o nosso refúgio seguro.”



Sem estresse: Deus está agindo!

Quando Davi escreveu o Salmo 62, certamente enfrentava um momento de estresse. Ele era rei, mas seu poder era constantemente colocado em xeque pela realidade. Todos nós nos incomodamos por não podermos controlar tudo. Isso irrita, especialmente quando não podemos fazer nada! E Então?

Antes de tudo, silencie! Este salmo tem duas pausas para silenciar e refletir. Pausas para Deus poder falar, ainda que no mais profundo silêncio. Precisamos habituar-nos ao silêncio e, por vezes, à ausência de respostas. Precisamos aprofundar nosso relacionamento com Deus por meio do silêncio: tanto do nosso diante dEle, quanto do dEle diante de nós. Falamos demais, ouvimos de menos e é raro silenciarmos. Mas além de silenciar, o salmo nos convida a esperar. E como é difícil esperar no século XXI. 

Se não temos paciência até o computador ligar ou a internet carregar, como vamos tê-la para esperar Deus agir? Deus não depende da nossa urgência e loucura pela rapidez. Ele tem sua própria agenda e não precisa alterá-la por nossa causa. Mas Ele age no tempo dEle. E no coração de Davi a espera por isso era de quem descansa. 

Esperar apenas sem pressa nem angústia! Tal espera desemboca em outra atitude: a confiança! Confiar é fruto do conhecimento que temos de Deus por meio de sua palavra e de sua ações em nossa vida, pois Ele não muda e é sempre fiel e amoroso. Confiar em Deus é como assentar-se no banco de trás do veículo e deixar que Ele guie, porque quem está ao volante sabe o que faz.

Para que tanto estresse, então? Se Deus esta no controle daquilo que eu não domino, sei que tudo caminhará para o bem, segundo o que Ele quiser.

Tenha um excelente dia!




Palavra do dia 27/07/2015 - Não tenha vergonha!





1 Samuel Capítulo 22 Versículo 1.
Por: Michelle Coutinho / Blog Palavra do dia



“Então Davi se retirou dali, e escapou para a caverna de Adulão; e ouviram-no seus irmãos e toda a casa de seu pai, e desceram ali para ter com ele.”




Houve um momento na vida de Davi em que ele foi perseguido por Saul e por isso teve que se esconder. O lugar escolhido foi uma caverna, de nome Adulão, e “com ele se ajuntou todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez chefe deles; e eram com ele uns quatrocentos homens”.

Às vezes nós também agimos como Davi. Sentimo-nos sozinhos em meio a uma grande multidão, e desafiados pelo nosso próprio “eu”, perseguidos pelas nossas debilidades, procuramos um lugar para ficar, corremos para a caverna... E quem ainda não teve essa experiência? Creio que muitas pessoas, mas é preciso entender que o momento de estar nela passa, ele não pode ser permanente. A caverna é lugar de "conversa de homem para homem". Conversas difíceis, em que derramamos nossa alma diante de Deus, questionando os fatos, o mal, a angústia.

Quando estamos por baixo, endividados, angustiados, e às vezes até sem força para orar, tornamo-nos sensíveis ao Senhor e à sua voz. Jacó também experimentou esse momento, ele viveu seu Peniel. Sozinho, viu Deus face a face no vau de Jaboque. Ele vivia um momento de grande apreensão com a aproximação de Esaú, que procurava matá-lo, e no pior momento, Deus se revelou, mudando-lhe o nome e o livrando.

Na caverna não há como mentir e o "status" deixa de ser algo a ser perseguido. Nela é preciso pensar em sobreviver sem luxo, requinte, floreios, sem subterfúgios, maquiagem, sem discriminação.  A caverna é um lugar de profunda aprendizagem espiritual, de ouvir a Deus falar coisas sérias, sobre obediência e submissão.

“Não há vergonha em passar por períodos de tribulação. Mas é preciso aprender o que Deus quer nos ensinar para que a experiência valha a pena!”

Tenha um excelente dia!



Palavra do dia 24/07/2015 - Jesus pode!




Marcos Capítulo 10 Versículo 49. (KJ)
Por: Michelle Coutinho /BLOG PALAVRA DO DIA

E assim foram chamar o cego: Ânimo, homem! “Levanta-te, Ele te chama”.


Quero compartilhar com vocês alguns trechos de um livro que se chama: Quando a Graça de Deus nos toca, autor Pastor Marcio Valadão. Vale a pena ler, pois é impossível não ser tocado por essa mensagem!

É interessante que o texto diz que chamaram o cego e disseram-lhe: “Tem bom ânimo.” Jesus nunca vem para acusar as pessoas ou colocar um fardo maior sobre elas. Normalmente as pessoas só trazem um peso maior sobre os que já estão vivendo uma vida de desgraça. Mas a Palavra foi: “Tem bom ânimo, levanta-te, ele te chama.” “Tem bom ânimo, levanta-te, ele quer mudar a sua vida”.

Em Marcos 10:50 está escrito: “Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus.”

Talvez tudo o que Bartimeu possuía na vida fosse aquela capa. Aquela capa talvez fosse a sua casa, a sua coberta, o seu abrigo, o seu tudo. Observemos que quando ele ouviu o chamado de Jesus, IMEDIATAMENTE “lançando de si a capa, levantou-se de um salto [...]”

Fé é este salto no sobrenatural. É você saltar na certeza de que o Senhor vai te segurar.
Bartimeu abriu mão de sua capa, ele fez a escolha de largar tudo o que ele tinha, e se jogar nos braços de Jesus.

Quem sabe você está amarrado com alguma capa. Eu não sei qual é a capa que existe na sua história, mas você conhece e tem consciência do que é.
Há um momento quando a esperança brota. Jesus está mais próximo de você do que o ar que você respira. Mas eis a questão: a capa ou Jesus? Largue a capa, querido. Após Bartimeu ter ouvido acerca de tantas histórias sobre Jesus, a fé brotou dentro do coração dele e ele começou a entender que, para ir ao encontro de Jesus, ele tinha de deixar aquela capa que era o estigma da vida de um cego, de um mendigo. Aquela capa ficaria no passado, e não uma carga para o seu presente. Tinha de ser deixada para trás.
Bartimeu foi ao encontro do Mestre. Ninguém precisa ir até Jesus com medo, temendo ser castigado, rejeitado, desprezado. Não!

Em Marcos 10:51 encontramos a resposta de Jesus Cristo àquele homem. Assim está
escrito: “Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça?”
Interessante! Será que Jesus não sabia qual era a necessidade específica de Bartimeu? Claro que Jesus sabia, mas era preciso que ele, o próprio Bartimeu, soubesse qual era a sua necessidade e se realmente ele estaria disposto a abrir mão de sua condição de autocomiseração e de autopiedade. É preciso que a pessoa confesse com a sua própria boca. Está na Palavra: “Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver”.

Se Jesus te perguntasse: “Que queres que eu te faça?” É a restauração do seu lar que você deseja? É a salvação da sua casa, a cura de uma enfermidade? O que você diria? Qual seria a sua proclamação?

Quando Bartimeu gritou “Jesus”, era porque queria de volta a visão, ele tinha a certeza de que Jesus poderia curá-lo. Ele sabia do poder do Senhor.
Talvez você esteja dizendo: “Meu problema é grande demais!” O seu problema pode até ser grande aos olhos naturais, mas o que talvez ainda não saiba é que nada e nem ninguém é maior do que Cristo Jesus. Jesus é o todo poderoso. Ele cura àquele que está condenado à morte por uma doença incurável ou ainda desenganado pela medicina. Ele ressuscita o que está morto. Ele faz abrir o ventre da mulher estéril. Ele é. Ele faz. Ele pode todas as coisas!
Amado, que nesta hora você jogue a sua capa fora, e vá ao encontro do Salvador. Saiba que aquilo que é possível para você, você mesmo fará. Mas se há algo impossível aos seus olhos, caminhe para os braços do Deus do impossível.
Deus do impossível e não Deus do possível!


Tenha um excelente dia!